sábado, 15 de janeiro de 2011

sobre a escolha

A unica coisa que me faz chorar hoje são os filmes, quando era mais nova eu chorava muito.
O mais estranho é que ainda existem motivos, há pouco tempo atrás eu choraria e sofreria por algumas coisas importantes que existem hoje, mas agora eu me recuso, me recuso a chorar, a sofrer, coloquei o "olhar pra frente" acima de qualquer coisa, e eu sei que isso é bom, mas é um pouco assustador as vezes.
É muito injusto não poder ir atrás de algumas coisas, essas que não se devem fazer, não dá pra entender, e nem pra aceitar ... eu confesso que tenho muito medo de entender, muito medo de encontrar um motivo pra fazer tudo errado outra vez, eu juro que me controlo, não penso e ignoro, mas quando eu olho pra dentro, está ali do mesmo jeito, não mudou nada.
Coloquei outras prioridades, disse pra mim mesma que o vai me fazer feliz é outra coisa, e eu tenho acreditado nisso. 
Acreditar é um dom, eu acredito muito, e eu me recuso a chorar pelos meus motivos, mas me sinto muito bem depois de assistir a um filme bem dramático e colocar tudo que estava ali preso, contido, pra fora, tem sido libertador.


é tudo tão subjetivo que dá medo, não sei se minha interpretação é a correta, mas preciso me cuidar, se eu sentir que tenho que cuidar de alguém agora eu perco o controle

Um comentário:

  1. que tu encontres os filmes tristes sempre que precisar ;)


    vini

    ResponderExcluir